O Museu Itinerante foi resultado da parceria com o Museu Histórico de Londrina Pe. Carlos Weiss, que possibilitou a realização de pesquisa de imagens no acervo da instituição. Ao todo, foram confeccionados trinta banners com fotografias antigas que revelam o desenvolvimento urbano da região das escolas onde foram desenvolvidas as oficinas do Projeto Educação Patrimonial, além de banneres referentes a Rua Sergipe e sua História (A Rua Sergipe, e seus monumentos o Museu de Arte de Londrina e o antigo Cadeião), e uma coleção focada na Presença Nordestina em Londrina.

Museu Itinerante - 1o Ano


Acesso: Clique aqui.

Museu Itinerante - 2o Ano


Acesso: Clique aqui.

Museu Itinerante - O Museu de Arte de Londrina

Acesso: Clique aqui.

Museu Itinerante - Cadeião


Acesso: Clique aqui.

Museu Itinerante - Memórias da Rua Sergipe

Acesso: Clique aqui.

Museu Itinerante - A Presença Nordestina em Londrina

Acesso: Clique aqui.

Qual é o seu Centro?

Metodologia

O trabalho nas escolas teve como objetivo possibilitar uma reflexão efetiva sobre o significado do patrimônio histórico e cultural vinculado à educação patrimonial. Para alcançar este propósito, as atividades conduziram:

- ao fortalecimento da identidade cultural, individual e coletiva;

- a garantir a apropriação e o uso do patrimônio;

- a valorizar a autoestima do indivíduo e da comunidade;

- trazer à tona histórias de vidas;

- debater sobre o caráter público dos espaços;

- aliar a noção de modernidade com a reflexão sobre os valores e as tradições locais.

A educação patrimonial deve servir de instrumento que garanta o direito à memória e à cidadania, envolver a comunidade, levando-a a apropriar-se e usufruir do patrimônio. Buscou-se capacitar o indivíduo para a leitura e compreensão do universo sociocultural no qual está inserido e para a produção de novos conhecimentos, possibilitando um enriquecimento individual, coletivo e institucional.

Uma das atividades desenvolvidas foi a construção de um roteiro, apresentando os pontos de referência do bairro ou região onde as escolas estão inseridas. As salas foram divididas em grupos, sendo que cada um deveria destacar os três lugares mais importantes do bairro.

Após esta etapa, foi realizada uma plenária com a apresentação de todos os lugares mencionados pelos grupos e logo em seguida foram selecionados os lugares considerados mais significativos para os alunos. A partir disso, foi montado um roteiro com a realização de visitas em um processo de reconhecimento do espaço vivido, ficando a cargo dos alunos a identificação e a apresentação das principais características destes lugares. No processo de avaliação percebeu-se, nas três escolas, uma valorização do lugar como espaço de vivência e de constituição de práticas culturais que fortalecem identidades, elemento essencial para o entendimento do aluno como sujeito ativo e comprometido com sua realidade sociocultural.

Link para banner: clique aqui.

Carousel imageCarousel imageCarousel image